Quanto dinheiro você precisa para viver em Nova York?

Nova York - One World Observatory

Quanto dinheiro você precisa para viver em Nova York?

Nova York é conhecida como o lugar mais caro para se viver nos Estados Unidos. No entanto, esta percepção vem em grande parte pela presença de Manhattan e particularmente suas áreas de alta demanda, tais como o Upper West Side. Os outros bairros de Nova York, como o Queens e Staten Island, mesmo que ainda muito mais caros do que a média, têm custo de vida significativamente menor do que aquele que você encontra em Manhattan.

A quantidade de dinheiro que você precisa para viver na cidade de Nova York depende de uma variedade de fatores, o mais importante é decidir qual parte da enorme metrópole você vai chamar de lar. Outro fator que influencia as suas necessidades de renda é a fase da vida. O custo de vida em Nova York é diferente dependendo se você é um estudante, um profissional ou uma pessoa à procura de emprego.

A análise abaixo discrimina o custo médio do aluguel, serviços, transporte e alimentação em várias partes da cidade de Nova York. Tenha em mente que estes números são apenas médias, e a cidade é ampla e diversificada. Baseado em suas características únicas, você pode precisar fazer ajustes nestes números para chegar à quantidade de dinheiro necessária para viver em Nova York.

Custos de aluguel em Nova York

Conforme verificado em setembro de 2015, o aluguel médio em New York City era de 3.432 dólares por mês. Pessoas imigrando das partes mais baratas do país podem achar esse número intimidante, mas lembre-se que os aluguéis em bairros extremamente caros tais como Soho, a 4.132; Greenwich Village a 4.091; e Upper West Side a 4.017, inflam a média. No extremo oposto, os aluguéis médios em certas partes do Queens e Bronx, como Bedford Park e Williams Bridge, ficam abaixo dos 1.400 dólares por mês.

Custos de Serviços em Nova York

Nova York possui um clima com quatro estações de verdade. O verão pode ser opressivamente quente e úmido, enquanto que no inverno a neve amontoa-se nas ruas. O outono em Nova York é mundialmente conhecido pela bela queda das folhas e pelas temperaturas confortáveis. A primavera, em geral, não é muito quente e nem muito fria, embora a chuva seja abundante.

Por causa do clima variável da cidade, a sua conta de luz também irá variar de preço, dependendo da época do ano. Espere pôr o ar condicionado para trabalhar constantemente desde o final de maio até meados de setembro. Da mesma forma, já se previna para contas de aquecimento elevadas, de novembro até o final de março. Para um apartamento de 90 metros quadrados, as contas podem chegar a até 200 dólares por mês durante os dias infernais do verão ou no alto do inverno; já no outono e na primavera, no entanto, elas raramente devem exceder 100 dólares.

A média para contas de serviços públicos em Nova York, mais uma vez para uma habitação de 90 metros quadrados, é de 125 dólares por mês. Ao tornar a eficiência uma prioridade, você pode diminuir esse número substancialmente. Considere trocar aparelhos velhos por novos, que tenham o certificado EnergyStar; você até receberá um crédito de imposto por fazer isto. Um hábito muito mais simples para diminuir suas contas envolve simplesmente fazer uma varredura na sua casa todas as noites e desligar todos os aparelhos eletrônicos não utilizados.

Custos de Alimentação em Nova York

Os custos de alimentação vão de médios a ligeiramente acima da média na cidade de Nova York. Devido a oferta abundante, itens produzidos em massa, tais como pão, cereais e comidas enlatadas são baratos na cidade. Os custos para alimentos frescos, como carne de gado, de aves e leite são altos em NYC. Um galão (3,78l) de leite custa em média 4,37 dólares, enquanto um quilo de peito de frango sem ossos e pele, custa 5,52 dólares. Um pão de forma, por outro lado, custa só 2,75 dólares.

Dependendo de sua dieta, você pode viver em Nova York e manter seus custos com alimentos na faixa de 400 a 500 dólares por mês, com a compra a granel, cozinhando em casa e evitando restaurantes.

Custos de Transporte em Nova York

A menos que você seja um magnata vivendo em Manhattan e até mesmo em partes de outros distritos de NYC, você vai ter que pegar o metrô para se locomover. A maioria dos nova-iorquinos vive sem ter um carro. Devido à disponibilidade drasticamente limitada, o custo de estacionamento sozinho é proibitivo. Tráfego se rasteja em torno da cidade, muitas vezes nem se mexendo, e a gasolina é significativamente mais cara do que a média. Táxis são uma maneira alternativa para contornar o trânsito, mas a um custo médio de 1,50 dólar por quilômetro, acaba se tornando uma despesa considerável.

Uma simples viagem no metrô custa 2,75 dólares, ou você pode comprar um passe mensal ilimitado por 116,50 dólares. Esta é absolutamente a melhor opção para um típico nova-iorquino que viaja diariamente para o trabalho ou para a escola.

Vivendo em Nova York como um estudante

Nova York é o lar de várias universidades de prestígio, incluindo a Universidade de Columbia e a Universidade de Nova York. Estas escolas estão situadas no coração da cidade e oferecem fácil acesso aos transportes públicos. O aluguel perto do campus, como pode-se imaginar, é caro, mas você pode atenuar este custo, vivendo com companheiros de quarto. Dividir um apartamento com três colegas de quarto baixa um aluguel de 3.600 dólares para 900 dólares; e também reduz a sua parcela das contas de serviços públicos de 125 dólares para menos de 35 dólares.

Ao serem mais econômicos nas refeições, algo que os estudantes universitários conhecem muito bem, você pode limitar a sua conta de alimentação a 400 dólares por mês. Comprar um passe de metrô por 116,50 dólares garante que você possa se locomover pela cidade quando necessário. Com uma renda de 1.800 dólares por mês, você pode atender as necessidades básicas como um estudante e com algumas centenas de dólares de sobra para emergências e custos externos.

Vivendo em Nova York como um Profissional

Nova York é única, pois, por causa dos aluguéis caros, o estilo de vida de ter companheiros de quarto permanece quase tão popular com profissionais como com os estudantes. Portanto, sua responsabilidade de aluguel não necessariamente aumenta quando você se formar e começa a trabalhar e nem o seu custo com serviços.

Aumentar um pouco seu orçamento com comida, digamos até 700 dólares por mês, é aconselhável se você quiser desfrutar da culinária de primeira classe que a cidade oferece. A sua despesa com transporte, no entanto, permanece em grande parte a mesma, já que o metrô o leva a praticamente qualquer lugar que você precisa ir em Nova York.

Cumprir as despesas básicas da cidade é possível com 2.000 a 2.500 dólares por mês, mas você terá pouco ou nada de sobra para emergências, e você não conseguirá aproveitar as abundantes opções de entretenimento que estão à sua porta. Para viver confortável e satisfatoriamente em Nova York, mesmo que você tenha colegas de quarto para dividir os custos, uma renda anual de 50.000 dólares ou mais é ideal.

Vivendo em Nova York como uma Pessoa à Procura de Emprego

Nova York apresenta vários desafios para um a pessoa à procura de emprego. Conforme observado em julho de 2015, a taxa de desemprego, de 6,1% da cidade é superior à taxa nacional, que é 5,5%. O seguro-desemprego ajuda a custear despesas, mas com o máximo de 420 dólares por semana, no estado, pagar as contas e sustentar até mesmo um estilo de vida básico em Nova York apresenta uma dificuldade enorme para os desempregados.

Pelo lado positivo, a cidade traz trabalhos em abundância, muitos deles muito bem pagos. No entanto, já que conseguir um desses empregos da noite pro dia é uma expectativa surreal, e considerando o alto custo de vida da cidade, ter um pé-de-meia de 10.000 dólares ou mais é recomendado antes de se mudar para Nova York sem um trabalho.

No Comments

Post A Comment